China: Pontos turísticos mais atrativos






Cada vez mais a China tem se consolidado como um forte destino turístico. Isso porque, além de possuir uma cultura riquíssima, ela ainda guarda para os seus visitantes atrativos cheios de história muito bem preservados.

Estamos falando aqui, portanto, de um dos 5 maiores países do mundo em tamanho e do maior em população, correspondendo a mais de 19% dos habitantes do planeta.

Esses dados comprovam que não estamos tratando de um destino qualquer, mas sim de um lugar que tem uma grande diversidade de experiências a serem oferecidas.

Vamos conhecer algumas delas?

O que fazer na China?

Levando em consideração os dados citados anteriormente, adiantamos que há muito a ser visto no país. Entretanto, fizemos aqui um pequeno resumo daquilo que não pode faltar no seu roteiro de viagem.

Esta é uma oportunidade imperdível, então se você quer mesmo conhecer a China a recomendação é que você faça um bom planejamento para aproveitar o máximo possível.

Escolher as atrações é então parte essencial desse processo e definirá os rumos da sua viagem, o tempo, o orçamento, entre outras coisas, desse modo, não a negligencie!

 

  1. A Grande Muralha da China

Uma das 7 maravilhas do mundo moderno, a Grande Muralha da China não poderia ficar de fora dessa lista. Com mais de 8 mil Km a mesma esconde ainda muitos mistérios e encanta justamente pela suas dimensões.

Ela demorou aproximadamente 20 séculos para ficar pronta, tendo sido iniciada a sua construção em 200 a.C. e sido efetivamente finalizada em 1644, na dinastia Ming.

A mesma surgiu, portanto, sob as ordens de Qin Shihuang, primeiro imperador da China unificada, para proteger a região de possíveis invasões.

Também conhecida como “Dragão de Pedra”, cabe comentar que a mesma não é exatamente linear e é possível observar que algumas partes foram destruídas devido a causas geológicas.

Além disso, em razão do tempo em que demorou a ser construída, ela foi feita de forma segmentada, apresentando algumas divisões em sua estrutura.

 

  1. Cidade Proibida

Apesar de não ser mais proibida, esse ponto turístico é conhecido assim até hoje devido a história por trás de sua construção, pois a população não tinha acesso a mesma.

Isso só mudou em 1924, ano em que houve a revolução e a China se tornou uma república. Dito isso, de cara é possível deduzir que a formação da Cidade Proibida estava diretamente ligada ao antigo regime político.

Pois bem, de fato, ela foi pensada no século XV para receber a dinastia Ming, de modo que além dessa família a entrada era autorizada somente para os seus empregados.

A sua estrutura é então grandiosa, sendo uma área de 720 m² cercada por um muro de 10 m de altura e um fosso de 52 m de largura. Em seu interior, onde residiam o imperador e os demais, haviam mais de 8 mil cômodos e 800 prédios!

Hoje a Cidade Proibida, localizada em Pequim, foi transformada no Museu do Palácio Imperial, recebendo visitantes de toda parte do mundo.

 

  1. Exército de Terracota

Por fim, como mais um ponto turístico da China a ser conhecido, há o Exército de Terracota, localizado no Monte Li e também idealizado por Qin Shihuang, o mesmo imperador que promoveu a estruturação da Grande Muralha.

Assim, esta construção nada mais é do que o seu túmulo, tratando-se aqui de um dos maiores achados arqueológicos do século XX.

Estima-se que mais de 700 mil pessoas tenham trabalhado para a realização dessa obra, que possui quase 8 mil soldados feitos de barro cozido no intuito de proteger Qin Shihuang após a sua morte.

Fora isso, é possível também visualizar réplicas de palácios e outros edifícios imperiais em seu interior. Toda a atmosfera é verdadeiramente instigante.

 

Finalmente, o que se observa é que a China oferece diversas opções para quem quiser conhecer a sua história e entender como o país se tornou a potência que é hoje!

Para saber mais, não deixe de conferir nossas outras publicações.

Reply