Lençóis Maranhenses: Como chegar?






O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses fica no Litoral do estado do Maranhão, ao lado do Rio Preguiças, e chama a atenção devido a sua beleza e dimensão, que corresponde a cerca de 155 mil hectares.

Visualmente, poderíamos dizer que ele se assemelha a um deserto, porém, diferentemente do que estamos acostumados, é possível visualizar algumas lagoas, devido às chuvas frequentes que ocorrem na região.

Ele é, de fato, um lugar único, visto que o ocorre ali é resultado de um singular fenômeno geológico, sendo possível observar em algumas de suas “piscinas” até mesmo a existência de peixes.

Se você gosta de se aventurar e ter experiências ao ar livre, esse é com toda a certeza o lugar ideal para você!

 

Lençóis Maranhenses

Dito isso, devem ter surgido algumas dúvidas sobre o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, não é mesmo? Em geral, a principal delas é sempre como chegar até ele, já que o mesmo está a 250 Km de distância da capital São Luís.

Pois bem, ele tem como base três cidades principais: Barreirinhas, Santo Amaro e Atins. Cada uma tem as suas especificidades e para acessá-lo, portanto, é necessário chegar até uma delas.

Nesse artigo, iremos aprofundar melhor esses caminhos para que você possa otimizar ainda mais a sua viagem, caso você realmente deseje conhecer essa paisagem deslumbrante.

 

  1. Barreirinhas

Assim, Barreirinhas é a principal via de acesso aos Lençóis Maranhenses. Para chegar até ela há ônibus e toda a sorte de transportes saindo direto do Aeroporto de São Luís.

Em média, o tempo estimado para realizar esse percurso é de aproximadamente 4h contando com uma pequena pausa para o lanche.

Por sua vez, como a estrada que leva até a cidade de Barreirinhas é asfaltada, é possível ir até mesmo com o seu carro particular dependendo de onde você estiver.

Entretanto, é importante comentar também que no Parque só entram automóveis autorizados pelo Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio), sendo necessário deixá-lo estacionado o resto do tempo.

Ainda: aqui existe também um aeroporto que recebe voos fretados da capital, o que apesar de se uma opção, pode acabar encarecendo a sua viagem.

 

  1. Santo Amaro

O acesso até Santo Amaro é um pouco mais complexo e demorado do que o anterior, apesar da região estar se modernizando. Assim, a estrada que a liga até a BR 402, principal via local, foi parcialmente asfaltada, sendo necessário fazer o final do trecho a pé.

Vindo de São Luís, que está a 240 Km de distância, o ideal é pegar um transfer ou outro meio de transporte particular, porque não há uma linha de ônibus que ligue as duas cidades

Contudo, não desanime! O que chama realmente a atenção é que Santo Amaro fica praticamente dentro Parque Nacional, o que pode representar uma vantagem em relação às demais cidades.

Não há, nesse sentido, a necessidade de contratar grandes serviços de transporte posteriormente a não ser que você queira, pois os passeios podem ser feitos a pé e as suas lagoas ficam cheias por mais tempo do que as de Barreirinha.

 

  1. Atins

Por fim, há ainda Atins, que é uma comunidade que fica a beira do Rio Preguiças, que também contorna os Lençóis Maranhenses. Desse modo, assim como a anterior, a entrada é um pouco mais complexa, pois ela não está ligada à São Luís.

Existe, portanto, duas formas de se chegar a Atins e em ambas é preciso estar em Barreirinhas: a primeira são os transfers, que vão contornando a faixa litorânea entre as duas, ou as lanches, que é o modo mais rápido.

O grande diferencial aqui, como é possível imaginar, é que das três opções atins é a que provavelmente você irá desfrutar do Parque de forma mais sossegada, remota. Contudo, devido ao deslocamento, pode acabar saindo ligeiramente mais caro também.

 

Assim, pense com calma e tome uma decisão consciente. Afinal, o que você preza mais na hora de elaborar os seus roteiros?

Se você gostou desse artigo, não deixe também de conferir nossas outras publicações!

Reply